Slow Design Lab

“Não mudar de lugar a cem milhas por hora nos fará uma pouco mais fortes, mais felizes, ou sábios. Houve sempre mais no mundo do que os homens puderam ver, andou-se muito lentamente; eles verão que não é melhor ir rápido. As coisas realmente preciosas são pensadas e observadas, sem pressa. Não rápido como uma bala; um homem, se ele for verdadeiramente um homem, em nada se prejudicará por ir devagar; sua glória não reside em ir, mas em estar.”

– John Ruskin –

*Em breve detalhes sobre novas turmas

Movimento Slow Down e Slow Design

Produção local | diversidade | valorização do território | autoconsciência | cuidado | simbiose | durabilidade | atemporalidade |

Inspirado fortemente no movimento slow food da década de 80 na Itália, o Movimento Slow Down busca despertar em todos os atores envolvidos na criação e consumo de produtos e serviços, a responsabilidade e o cuidado pelas pessoas e pelo planeta, em contra-corrente aos movimentos provenientes da globalização, em que os custos sociais e ambientais por vezes acabam sendo encobertos.

Acompanhando as tendências dos movimentos Slow pelo mundo, surge o Slow Design, uma forma de desenvolvimento de projetos cujo objetivo é promover o bem-estar das pessoas, da sociedade e dos sistemas naturais.

Tendo como o seu principal pilar a sustentabilidade, o Slow Design é uma abordagem em que a concepção de produtos e serviços leva em consideração uma visão sistêmica, que contempla diversos fatores ambientais, culturais, territoriais, sociais e econômicos, suas correlações e impactos na sociedade e meio ambiente.

Mais do que isso, o Slow Design é um convite a rever seu ritmo, inspirado no ritmo da natureza, uma oportunidade de “revelar” experiências e o cotidiano esquecido, “expandir” a percepção das expressões em artefatos e ambientes para além do espaço e forma, “refletir”, trazendo para a contemplação artefatos para um consumo reflexivo, “envolver” em processos de criação abertos e colaborativos. É ‘participativo’,pois traz o usuário para “cocriar”, e enriquecedor, pois se torna um agente de mudanças nas experiências do coletivo, com real capacidade de “transformar” produtos e serviços em circulos virtuosos de produção e consumo, que beneficiem todos os seres.

 

O Laboratório de Slow Design

Imagine um grupo de estudos para investigar, explorar e experimentar formas alternativas, aprofundar ritmos e cultivar a compreensão de fazer parte do todo, de maneira interdependente.

Imagine roupas, sapatos, mobiliários, utilitários, produzidos para gerar hábitos mais saudáveis e impactando menos e respeitando o tempo para ser feito com qualidade e respeito ao meio ambiente.

O SLOW DESIGN LAB é um convite a observar [pra fora] e observar-se. Contemplar o verdadeiro ritmo das coisas. Acionar um processo virtuoso desde a origem, o projeto, passando por um processo respeitoso com o meio ambiente e as formas sociais de gerar produtos, valorizando as pessoas, a sua criatividade e prazer de colaborar.

 

A quem se destina:

Buscamos por artesãos, artistas, ceramistas, estilistas com espírito entusiasta, ativista e liderança empreendedora, bem como planejadores, designers, arquitetos, gestores, comunicadores, engenheiros, biólogos e todos aqueles que como profissionais e graduandos percebem-se interessados em criar habilidades para realizar suas tarefas sem danos.

Participantes da edição 2016 do Laboratório de Slow Design.

O PROGRAMA
  • PROJETO SLOW – produtos e serviços em dinâmica semanal com grupo de aprendizagem e grupo de prática
  • Teoria e prática em projetos reais aplicando os princípios do Slow Design
  • Experimentação Slow: pesquisa [olhar pra dentro e pra fora], conhecimento metodógico e aplicação prática
  • Visitas inspiradoras **
  • Certificado – 44 hrs
O QUE O PARTICIPANTE PODERÁ APRENDER
  •  Observar o ritmo

  • Criar valor em produtos e serviço: projeto e desenvolvimento de produtos ecossustentáveis;

  • Conhecer e aplicar os princípios do Slow Design

  • Criar condições de apoiar o desenvolvimento local e a geração de renda

  • Noções gerais de empreendedorismo

VISITAS INSPIRADORAS
  • Marcenaria Bendita Mobília – Henrique Horn

  • Cerâmista Gilberto Narciso

COLABORADORES DO LABORATÓRIO

Participação experimental com o Ecodesigner e Slow Fashion Luan Valotto, e da artesã Rosana Sadaia

SOBRE O INVESTIMENTO

Duração do programa: 44h
Investimento: R$ 1.556,00

FORMA DE PAGAMENTO:
– 1.440,00 – 10% Desconto à vista [depósito bancário]
– 1.380,00 para inscrição até 03 de outubro [depósito bancário]
– 386,00 em 4x – 1 entrada e mais 3 cheques ou por boleto bancário
– Em até 12 vezes no Cartão de crédito – Paypall [solicite o link]

Para Depósito: BANCO ITAU
Ag 1656, c/c 31417-4
Cnpj: 02.357467/0001-19

**Obs: os descontos não são cumulativos

 

PARCEIROS:

– IBQP – Instituto Brasileiro de Qualidade e Produtividade
– ProDesign – Associação Paranaense de Design

Caso a troca financeira seja um impedimento para a realização do curso, por favor entre em contato pelo email bebrandao2011@gmail.com

Laboratório de Slow Design – Início em 24 de outubro de 2017


Telefone

(41) 9 8818-9989 [VIVO COM WHATSAPP]

Coordenação

Prof. Bernadete Brandão

Ecodesigner

O curso é coordenado e facilitado pela ecodesigner curitibana Bernadete Brandão, diretora da escola livre DESIGN AO VIVO – Escola de Formação em Ecodesign, Biomimetismo, Métodos para o Design Sustentável e outros.

EXPERIÊNCIA:

  • Contato com o Slow Down em 2003 em Milão, no Fórum Sustainable Every-day life, no POLOMI
  • Experiência de 35 anos como profissional em Design de Produto:
  • Criação e desenvolvimento de produtos ecossustentáveis. Desenvolvimento de produtos, processos e da cadeia produtiva sustentável
  • Organização de produtos culturais em comunidades étnicas e tradicionais
  • DESIGN + ECONOMIA CRIATIVA: Desenvolvimento de produtos, processos e contato com o mercado, apoio a organização da comunidade e sua sustentação.
  • Ênfase do trabalho, pesquisa e projetos em métodos e aplicação dos mesmos para um PLANETA SUSTENTÁVEL;
  • Princípios: Mínimo impacto do meio ambiente e no social, estimulo à coerência entre o ‘fazer correto e consumir responsável e consciente’
  • Ênfase no bem estar e qualidade de vida para o maior número de seres

“Está nas vossas mãos ver numa poça de água a lama do fundo ou a imagem do céu lá no alto.”

– John Ruskin –

William Morris, Ilustração para tintura de anil em tecido, 1873.

“Na natureza, nada se cria, nada se perde, tudo se transforma.”

– Antoine Lavoisier –